Direção artística

 
Maestro-Osvaldo38702.jpg

Osvaldo Ferreira

Osvaldo Ferreira, na qualidade de diretor convidado, em 2017/2018 irá
apresentar-se com a Orquestra Filarmónica de S. Petersburgo, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra Gulbenkian em Lisboa, Orquestra Filarmónica de Qingdao na China, Orquestra Sinfónica de Nuremberg, Orquestra Sinfónica da Venezuela (onde gravará novo CD) e com a Orquestra do Estado Russo em Moscovo, entre outras. Irá ainda ministrar masterclass de direção de orquestra no Conservatório de S. Petersburgo, no Conservatório do Luxemburgo e no Conservatório de Música de Castelo Branco.
Osvaldo Ferreira, é atualmente o Diretor Artístico da Orquestra Filarmónica Portuguesa e da Sociedade de Concertos de Brasília. Foi o diretor musical e regente titular da Orquestra Sinfônica do Paraná de 2011 a 2014 e diretor da Oficina de Música de Curitiba. Em Portugal, foi diretor artístico da Orquestra do Algarve, diretor artístico do Festival Internacional de Música do Algarve, diretor e administrador do Teatro Municipal do Faro. Gravou vários CDs com obras de autores portugueses para a Editora Numérica e um CD duplo com Sinfonias de Mozart. Com a Orquestra do Algarve, apresentou-se em Viena, Bruxelas, Lisboa, Sevilha, Porto, Curitiba e Londres. Da sua vasta carreira destaca-se o trabalho á frente de importantes orquestras, tais como, Orquestra Filarmónica de S. Petersburgo, Orquestra Sinfónica de Roma, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Brasileira, Orquestra de Praga, Orquestra Filarmónica de Lodz, Orquestra Filarmónica da Silesia, Orquestra Sinfonic de Nuremberga, Orquestra Filarmónica da Radio Renana, Orquestra Nacional do Porto, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Mozarteum de S. Petersburgo, Orquestra do Teatro Nacional S. Carlos em Lisboa, Orquestra do Teatro Olimpico de Vicenza, Orquestra da Extremadura de Espanha, Orquestra da Catalunha, North Shore Orchestra em Chicago, Orquestra do Festival de Aspen nos Estados Unidos e ainda a Orquestra Nacional da Venezuela. Realizou Mestrado em direção de orquestra em Chicago e pós-graduação no Conservatório de São Petersburgo, na classe de Ilya Mussin. Laureado em 1999 no Concurso Sergei Prokofiev, na Rússia. Recebeu o “Fellowship” do Aspen Music Festival nos EUA, onde frequentou a American Conductors Academy. Foi assistente de Claudio Abbado em Salzburgo e Berlin. Estudou ainda com Jorma Panula e David Zinman, foi bolsista do Ministério da Cultura de Portugal e da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

Augusto-OFP39017.jpg

Augusto Trindade

Augusto Trindade iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Espinho, na classe do professor Fernando Ferreira. Posteriormente, na Academia de Música de Paços de Brandão, foi discípulo do professor Carlos Fontes. Concluiu o Curso Superior de violino na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Instituto Politécnico do Porto, na classe da professora Zofia Woycicka. Enquanto bolseiro da Secretaria de Estado da Cultura Portuguesa, obteve o grau de Mestre de Artes em Música no Conservatório Estatal Rimsky-Korsakov de S. Petersburgo (Rússia), reconhecido pela Universidade de Évora. É detentor do Título de Especialista na área de performance.

Durante a sua formação, foi também bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, frequentou masterclasses com Zakhar Bron, Mikhail Gantvarg e Aníbal Lima. Posteriormente, estudou com Gerardo Ribeiro na Northwestern University, em Chicago (EUA).

Realizou recitais a solo e música de câmara em Portugal e no Estrangeiro, destacando-se a sua participação no XXI e XXVII Festival Internacional de Música de Curitiba (Brasil), na 4ª Semana da Música de Ouro Branco (Brasil), Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão, no Festival Internacional de Música de Gaia, Santa Maria da Feira e Festival Internacional de Música de Lagos.

Foi solista com várias Orquestras, nomeadamente a St. Petersburg State Orchestra (Rússia) sob direção do Maestro Vasily Petrenko, Orquestra do Conservatório de S. Petersburgo, Orquestra da Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, Orquestra da Universidade da Extremadura (Espanha), Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra de Câmara Portuguesa, Camerata Nov’Arte, Ensemble de Música de Aveiro (EMA), Orquestra Sinfónica Jovem da Universidade de Campinas (Brasil), Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim, ESART Ensemble, Orquestra do Festival Internacional de Música de Lagos e Orquestra da Escola Profissional de Música de Espinho.

Tocou sob a direcção de Osvaldo Ferreira, Ivo Cruz, Marc Tardue, Sir Neville Marriner, Omri Hadari, Luís Carvalho, Pedro Carneiro, Kamen Goleminov, Michael Zilm, Francisco Rodilla Léon, Tugan Sokhiev, Leonid Korchmar, Cesário Costa, entre outros.

Integrou o júri do Concurso de Cordas do Norte, Concurso Santa Cecília, Paços’ Premium, Concurso Elisa Pedroso e Provas de Aptidão Profissional dos alunos finalistas das Escolas Profissionais de Música, designadamente a Escola Profissional de Viana do Castelo, ARTAVE e ESPROARTE.

É convidado regularmente para realizar masterclasses, destacando-se o Festival de Música de Curitiba (Brasil), Universidade de Cumhuryiet (Turquia), Universidade Estatal de Campinas (Brasil), SESI/FIEC em Fortaleza (Brasil), Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, Escola Superior de Música de Lisboa, AVA Editions, Academia de Música de Paços de Brandão, Conservatório de Música de Vila Real, ARTAVE – Escola Profissional Artística do Vale do Ave, Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, Escola Profissional de Música da Jobra, Conservatório de Música do Porto, Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, Conservatório de Música de Coimbra, Conservatório de Música de Fátima/Ourém, Academia de Música de Costa Cabral, Festival de Música Júnior entre 2012 e 2015, Conservatório de Música da Guarda, Instituto Superior Piaget de Viseu, entre outros.

Colaborou regularmente com a Orquestra do Algarve, nomeadamente enquanto concertino. Ocupou também este lugar na Orquestra de Câmara Portuguesa.

A sua classe conta com alunos premiados em Concursos Nacionais e Internacionais, destacando-se a Orquestra de Jovens da União Europeia (EUYO), Orquestra de Jovens Mundial, Orquestra Sinfónica do YouTube (YTSO), Orquestra Mundial, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, Orquestra Jovem da Extremadura, Orquestra Penderecki na Polónia, Orquestra J.Futura (Itália), Estágio Gulbenkian para Orquestra, Paços’ Premium, Jovem Orquestra Portuguesa (JOP), Concurso Santa Cecília (Porto), Concurso Internacional da Cidade do Fundão, Concurso Elisa Pedroso, Concurso Capela, entre outros.

Gravou para a Editora Numérica, para a RDP, RTP e SIC, TV Brasil, TVC, TV Globo e TV Bandeirantes (Brasil).

É concertino da Camerata Nov’Arte, professor de violino na Academia de Música de Paços de Brandão e na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde é coordenador e membro da comissão científica do mestrado em música, membro do conselho técnico-científico e membro da comissão artística da Orquestra ESART. É membro da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Desde 2013, é Diretor Artístico do Festival Internacional de Música de Paços de Brandão (FIMUV), membro fundador e concertino da Orquestra Filarmónica Portuguesa.