Direção artística

 
Maestro-Osvaldo38702.jpg

Osvaldo Ferreira

Osvaldo Ferreira, na qualidade de diretor convidado, em 2017/2018 irá
apresentar-se com a Orquestra Filarmónica de S. Petersburgo, Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra Gulbenkian em Lisboa, Orquestra Filarmónica de Qingdao na China, Orquestra Sinfónica de Nuremberg, Orquestra Sinfónica da Venezuela (onde gravará novo CD) e com a Orquestra do Estado Russo em Moscovo, entre outras. Irá ainda ministrar masterclass de direção de orquestra no Conservatório de S. Petersburgo, no Conservatório do Luxemburgo e no Conservatório de Música de Castelo Branco.
Osvaldo Ferreira, é atualmente o Diretor Artístico da Orquestra Filarmónica Portuguesa e da Sociedade de Concertos de Brasília. Foi o diretor musical e regente titular da Orquestra Sinfônica do Paraná de 2011 a 2014 e diretor da Oficina de Música de Curitiba. Em Portugal, foi diretor artístico da Orquestra do Algarve, diretor artístico do Festival Internacional de Música do Algarve, diretor e administrador do Teatro Municipal do Faro. Gravou vários CDs com obras de autores portugueses para a Editora Numérica e um CD duplo com Sinfonias de Mozart. Com a Orquestra do Algarve, apresentou-se em Viena, Bruxelas, Lisboa, Sevilha, Porto, Curitiba e Londres. Da sua vasta carreira destaca-se o trabalho á frente de importantes orquestras, tais como, Orquestra Filarmónica de S. Petersburgo, Orquestra Sinfónica de Roma, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Brasileira, Orquestra de Praga, Orquestra Filarmónica de Lodz, Orquestra Filarmónica da Silesia, Orquestra Sinfonic de Nuremberga, Orquestra Filarmónica da Radio Renana, Orquestra Nacional do Porto, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Mozarteum de S. Petersburgo, Orquestra do Teatro Nacional S. Carlos em Lisboa, Orquestra do Teatro Olimpico de Vicenza, Orquestra da Extremadura de Espanha, Orquestra da Catalunha, North Shore Orchestra em Chicago, Orquestra do Festival de Aspen nos Estados Unidos e ainda a Orquestra Nacional da Venezuela. Realizou Mestrado em direção de orquestra em Chicago e pós-graduação no Conservatório de São Petersburgo, na classe de Ilya Mussin. Laureado em 1999 no Concurso Sergei Prokofiev, na Rússia. Recebeu o “Fellowship” do Aspen Music Festival nos EUA, onde frequentou a American Conductors Academy. Foi assistente de Claudio Abbado em Salzburgo e Berlin. Estudou ainda com Jorma Panula e David Zinman, foi bolsista do Ministério da Cultura de Portugal e da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

Augusto-OFP39017.jpg

Augusto Trindade

Augusto Trindade, diretor artístico do Festival Internacional de Música de Paços de Brandão, concertino e membro fundador da Orquestra Filarmónica Portuguesa, tem concertos e masterclasses agendadas para Portugal, Espanha e Brasil. Foi solista convidado de várias orquestras, destacando-se a Orquestra Estatal de S. Petersburgo, sob a direção do Maestro Vasily Petrenko, foi ainda solista convidado da Orquestra de Câmara Portuguesa, da Camerata Nov´Arte e da Orquestra Filarmónica Portuguesa. Realizou masterclasses nos Festivais de Música de Curitiba e Ouro Branco (Brasil), Universidade de Cumhuryiet (Turquia), Escolas Superiores, designadamente na Escola Superior de Música de Lisboa, Conservatório do Porto e Conservatório Nacional, Escolas Profissionais (ARTAVE, ESPROARTE, Viana do Castelo) e Academias por todo o país. É professor de violino na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco e Academia de Música de Paços de Brandão. Estudou com Zofia Wóycicka na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto e concluiu o Mestrado no Conservatório Estatal Rimsky-Korsakov, em S. Petersburgo na Rússia,com Vladimir Ovcharek. Durante a sua formação estudou em Portugal e nos Estados Unidos com Gerardo Ribeiro e Zakhar Bron, e foi bolseiro da Secretaria de Estado da Cultura Portuguesa.